Carousel Horse Race

Posted: Outubro 1, 2011 in Uncategorized

GAU- Galeria de Arte Urbana

Posted: Julho 15, 2011 in Ambient

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Começou pelas paredes e edifícios degradados e já se alastrou às pedras da calçada e caminhões do lixo. A culpa é da GAU – Galeria de Arte Urbana -, que, em colaboração com outros projetos e iniciativas, dá outra cor a Lisboa. A arte passeia-se por aí, é só prestar atenção.

“As pessoas ficam com uma cara espantada!” As palavras são de Sérgio Gomes, da Torke, agência que tem trabalhado em conjunto com a GAU nas últimas iniciativas. Sérgio garante que há quem torça o pescoço para ver passar um caminhão de lixo diferente. “A ideia era dizer que arte urbana não é lixo”, continua. Por isso colocou-se a arte no lixo.

 

 Ainda no final do mês qualquer um poderá visitar o museu móvel, a mais recente iniciativa da Torke para a GAU. E em que consiste este museu? Trata-se de um carro, aliás dois, que se passearão pela cidade num roteiro de arte urbana. Nesta viagem, os passageiros são convidados a conhecer melhor a história das paredes e edifícios pintados em Lisboa. Desde a Fontes Pereira de Melo a Alcântara. Isto porque o condutor será também um guia que dará explicações e outros achegas sobre as ditas obras de arte. O museu móvel deve arrancar no final do mês e para o visitar basta inscrever-se no blog ou site da GAU.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outdoor da Supertição

Posted: Junho 16, 2011 in Uncategorized

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cruzar com um gato preto, passar por debaixo da escada são supertições bem fortes até nos dias de hoje. Para informar sobre uma exposição  de bruxaria, a Leo Burnett Iberia criou para um shopping de Portugal, um  outdoor interativo que media a quantidade de pessoas que desvia-a da escada.

 

Via: Blogcitário

 

 

 

 

 

 

Parada Cardíaca.

Posted: Junho 12, 2011 in Ambient

 

Quem anda de ônibus, sabe que tudo pode acontecer  quando você está no Ponto. Para aumentar o interesse das pessoas em seguir carreira na área de saúde pública, a agência canadense LG2 criou para a ASSS (Agência de Saúde e Serviços Sociais ) de Quebec uma ótima ação em abrigos de ônibus usando um outdoor interativo com a imagem de um paciente que sofreu uma parada cardíaca.

Nele as pessoas que estavam esperando o ônibus, tinham de fazer compressões (massagem cardíaca) no peito da imagem para que o eletrocardiograma voltasse a funcionar corretamente.

Via:Cominicadores

Sem sal, por favor.

Posted: Junho 12, 2011 in Uncategorized

Começou ontem (30/05) na Argentina uma campanha para prevenir a hipertensão com uma proposta simples: retirar os saleiros da mesa dos restaurantes. Os clientes que quiserem podem pedir o saleiro, mas os garçons são orientados a sugerir que antes, as pessoas provem a comida para ver se realmente precisa de sal. Isso porque muitas vezes só de ter o saleiro à mesa acrescentamos sal à comida sem antes prová-la.

O objetivo do Ministério da Saúde da Argentina é reduzir os casos de hipertensão que atinge 20% da população. O consumo de sal recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) é de apenas 5 gramas por dia. Os argentinos consomem em média 13 gramas e os brasileiros 12 gramas.

 O Ministério da Saúde do Brasil já propôs campanhas de prevenção à hipertensão e essa medida tomada na Argentina seria bem-vinda por aqui.

 

 

 

 

 

 

Via:comunicaçaodeinteressepúblico

MC Elevator

Posted: Março 28, 2011 in instalação

Para aumentar o consumo de frango Nuggets em restaurantes chineses, o McDonald’s recorreu à agência Leo Burnett para criar uma instalação nos elevadores de um shopping. Com o movimento dos elevadores, a agência pretendeu criar a alusão de alguém molhando um Nuggets em um dos molhos antes de comer.

Via:Paperplane

Read.

Posted: Março 23, 2011 in instalação

A Loja Target e a Associação NEA Read Across America firmaram uma parceria para criar o hábito de leitura nas crianças .Para isso ,  a marca  comprou 25.000 livros e criou uma instalação com os mesmos são do famoso Dr. Seuss  – personagem mais conhecido em França, graças ao filme Horton.
Estes livros são do autor  americano Theodor Seuss Geisel  que ajudou a criar a Biblioteca Pública de Nova York.